Páginas

terça-feira, 27 de março de 2012

QUÍMICA FARMACÊUTICA - METABOLISMO


METABOLISMO = BIOTRANSFORMAÇÃO


METABOLISMO
Fármacos e outros compostos químicos estranhos que penetram num organismo vivo são: ou armazenados no corpo ou removidos deste após um período de tempo.
No organismo podem continuar intactos ou sofrer transformações químicas, dando os seguintes tipos de compostos:
A-) MENOS ATIVOS
B-) MAIS ATIVOS
C-) COM ATIVIDADE SEMELHANTE OU DIFERENTE


A este processo de alteração química de fármacos no interior do organismo dá-se o nome de metabolismo de fármacos.


FATORES QUE AFETAM O METABOLISMO


A-) FATORES AMBIENTAIS INTERNOS
Sexo, idade, peso, estado nutricional, atividade, temperatura corporal, flora e fauna intestinal, gestação, estado emocional, outros agentes químicos presentes, hidratação, composição genética, estados de atividade enzimática.


B-) FATORES DE ADMINISTRAÇÃO DO FÁRMACO
Via de administração, local de administração, velocidade de administração, composição de veículo, número de doses, duração do tratamento, frequência da medicação, estado físico-químico do fármaco.


C-) FATORES AMBIENTAIS EXTERNOS
Temperatura, umidade, pressão barométrica, composição atmosférica ambiente, luz, outras radiações, som, estação do ano, hora do dia, presença de animais, habitat, substância química, manuseio.


LOCAL DO METABOLISMO
Os fármacos em sua maioria são metabolizados no fígado através da ação de enzimas microssômicas.
O intestino, cérebro, rins e pulmões são outros locais de metabolismo de fármaco.


FASES DO METABOLISMO
Os fármacos estranhos ao organismo são geralmente transformados em METABÓLITOS de polaridade crescente, até que possam ser excretados pelos rins.


Se dividem em duas fases:


FASE I - Os fármacos apolares são em geral inativos ou em alguns casos, ativados pela introdução de grupos polares:
A-) OXIDAÇÃO: (hidroxilação, oxidação alcóolica, oxidação aldeídica, formação de óxido, desaminação, desalquilação, desalogenação).
B-) REDUÇÃO: (azorredução, nitrorredução, redução aldeídica ou cetônica)
C-) HIDRÓLISE: (desamidação, desesterificação)
d-) RETIRADA DE GRUPOS (ALQUÍLICOS): apolares para expor os grupos polares


FASE II - Inativados por processos de síntese ou conjugação tais como:
- metilação, acilação, formação de tiocianato, conjugação com ácido glicurônico, conjugação com aminoácidos, conjugação com sulfatos.


Portanto o fármaco administrado pode ser excretado sob as seguintes formas:
A-) INALTERADO
B-) OXIDADO, REDUZIDO OU HIDROLISADO
C-) CONJUGAÇÃO
  
SEGUE ABAIXO TABELA COM OS PRINCIPAIS TIPOS DE REAÇÕES METABÓLICAS - 



QUADRO COM AS PRINCIPAIS FUNÇÕES ORGÂNICAS

ESTÍMULO E INIBIÇÃO DE METABOLISMO
Estimulantes do metabolismo abreviam a duração de ação de um fármaco induzindo as enzimas microssômicas hepáticas, tais como o CITOCROMO P450.

EX.: Barbitúricos (Gardenal)
         Esteróides anabolizantes
         Glicocorticóides
         Álcool
         Espironolactona (diurético)


Os inibidores do metabolismo de fármacos, prolongam a duração da ação do farmáco.


EX.: Morfina
         CCl4 (Clorofórmio)
         Tiroxina
         Inibidores de MAO (induzem AVC, bloqueando a ação da adrenalina.


MECANISMO DE METABOLIZAÇÃO DE FÁRMACOS MICROSSOMOS HEPÁTICOS







Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário