Páginas

segunda-feira, 26 de setembro de 2011

NÚCLEO, CROMATINA, NUCLÉOLO

Uma das principais característica da célula eucarionte é a presença de um núcleo de forma variável, porém bem individualizado e separado do restante da célula por duas membranas.  Essa membrana dupla é chamada de ENVOLTÓRIO NUCLEAR, possui poros que regulam o intenso trânsito de macromoléculas do núcleo para o citoplasma e deste para o núcleo. Todas as moléculas de RNA do citoplasma são sintetizadas no núcleo, e todas as moléculas protéicas do núcleo são sintetizadas no citoplasma. A membrana externa do envoltório nuclear contém POLIRRIBOSSOMOS, fazendo parte do retículo endoplasmático rugoso.
O interior do núcleo é composto por uma matriz chamada de NUCLEOPLASMA.

CROMATINA
Observando microscópicamente mostra que o núcleo celular contém grânulos de tamanho variável e forma irregular, que se coram intensamente por corantes básicos. O material que constitui esses grânulos é chamado de CROMATINA. É constituída por ÁCIDO DESOXIRRIBONUCLÉICO (DNA) associado a proteínas. As células eucariontes contêm uma quantidade muito maior de DNA, que apresenta grande complexidade, estando associado a diversas proteínas como as HISTONAS. As proteínas têm importante papel nas funções e na organização do DNA, tanto no núcleo interfásico, isto é, que não está em mitose, como na condensação dos cromossomos na divisão celular.


NUCLÉOLO

Os nucléolos são corpúsculos em geral esféricos, geralmente visíveis nas células vivas, examinadas ao microscópio sem qualquer coloração.
Os nucléolos contêm grande quantidade de ÁCIDO RIBONUCLÉICO (RNA) e de proteínas básicas, ao lado de pequena quantidade de DNA. Geralmente, os nucléolos são basófilos devido ao RNA, que se cora por corantes básicos. Contudo, os que apresentam elevado teor de proteínas básicas, que têm afinidade pelos corantes ácidos, são acidófilos.
SUA PRINCIPAL FUNÇÃO É A ORGANIZAÇÃO DOS RIBOSSOMOS.







Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário